Seu Lugar Para Esportes

Seu Lugar Para Esportes

Dieta

now browsing by category

 

Dieta do Jejum Intermitente Funciona?

Oi galera, tudo bem? Hoje eu vou trazer para vocês, a verdade sobre a dieta do jejum intermitente, sabe, o que as pessoas ensinam na internet nem sempre é verdade.

Eu sigo um especialista, e esse realmente sabe o que está falando, que é o Rodrigo Polesso, e tem um vídeo onde ele revela tudo sobre a Dieta do Jejum Intermitente, e eu vou postar esse vídeo aqui para vocês.

Dieta do Jejum Intermitente Funciona?

Dentro do vídeo são abordados os seguintes tema:

Como fazer jejum intermitente? Como funciona o jejum intermitente?
É bom ou ruim? Dá pra queimar gordura com ele?

Todo mundo parece estar falando na febre da “dieta” do jejum intermitente. Afinal, quais os benefícios? quem deve e quem não deve fazer? Como fazer parte de uma reeducação alimentar?

Bom, a primeira coisa que temos que quebrar aqui é a palavra DIETA.

Jejum intermitente NÃO é dieta, mas, sim, o exato oposto disso, como explico no vídeo.

Tirando essa concepção errada do caminho, podemos seguir em frente entendendo quais exatamente são os benefícios de se praticar essa estratégia de forma correta no seu dia-a-dia, tanto para emagrecimento acelerado, mas também bem-estar e qualidade de vida enquanto você faz qualquer coisa no seu dia, como tocar guitarra, jogar um vídeo game, enquanto seu corpo consegue aproveitar o máximo dessa estratégia.

Espero que curta o vídeo e compartilhe com a maior quantidade de pessoas possível. Precisamos nos ater aos FATOS e não as balelas (que infelizmente são a maioria).

Eu sigo basicamente o Rodrigo, pois ele é bem extrovertido e faz a vontade da gente querer continuar assistindo, não parece aqueles robôs falando, igual a alguns que vejo por aí. (argh)

Espero que tenha esclarecido alguns pontos e com isso vamos sempre crescendo a comunidade do emagrecimento, na vontade de sempre trazer informações relevantes para todos.

Dieta Para Emagrecer? Dieta Cetogenica!

dieta cetogênica

Quer saber sobre a melhor dieta para emagrecer? Conhece a dieta cetogênica? Será que isso existe? Neste artigo vamos te mostrar umas dicas bem legais. Fique com a gente!

A dieta cetogênica conquistou inúmeros adeptos em um piscar de olhos. Através de um cardápio low carb, no qual o consumo de carboidratos é substancialmente reduzido, ela promete eliminar os quilos extras rapidamente. Para quem deseja perder peso em um curto espaço de tempo, é uma ótima alternativa.

Como funciona a dieta cetogênica?

O nome pode causar certo estranhamento em um primeiro momento e não entregar logo de cara do que se trata, mas a explicação é relativamente simples: o organismo se dá conta de que não está mais recebendo carboidratos e se vê obrigado a buscar uma fonte de energia que não seja a glicose, então ele recorre às reservas de gordura, que também servem como combustível.

Esse é o princípio básico da dieta cetogênica. Quando isso finalmente acontece, o metabolismo dá início a um processo conhecido como cetose, em que são liberados os corpos cetônicos. Essas substâncias são resultado da quebra de ácidos graxos no fígado e servem como fonte energética, exercendo um papel fundamental na perda de peso.

Quais são os alimentos permitidos na dieta cetogênica?

O menu prioriza os alimentos ricos em gorduras, libera a ingestão moderada de proteínas e restringe o consumo de carboidratos, principalmente aqueles de fácil absorção. São permitidos na dieta cetogênica:

  • Carnes: carne bovina, carne suína, aves. (Sim, pode comer bacon, mas é recomendado o artesanal, que não contém açúcar!)
  • Peixes e frutos do mar: sardinha, atum, salmão.
  • Ovos: preferencialmente orgânicos e com gema.
  • Oleaginosas e sementes: nozes, castanhas, amêndoas e sementes (como a de abóbora) são permitidas.
  • Legumes e vegetais com baixo teor de carboidrato: cebola, abobrinha, aspargo, pepino, pimentão, tomate, couve-flor, brócolis, espinafre.
  • Queijos: moderadamente e, de preferência, os não processados.
  • Óleos saudáveis: azeite extra virgem, óleo de coco, banha de porco.
  • Manteiga: entra em substituição à margarina.
  • Abacate: deve ser ingerido com atenção, pois contém açúcares naturais e carboidratos.

Vale ressaltar que somente o nutrólogo ou nutricionista é habilitado para montar um cardápio eficaz e completo, com os alimentos certos e as quantidades ideais para alcançar o resultado que se espera. Além disso, o acompanhamento com a realização de exames durante esse período é imprescindível!

E quais são os alimentos proibidos?

Os carboidratos, obviamente, são os principais vilões dessa dieta cetogênica, principalmente os que têm a farinha branca como base, já que são absorvidos com mais facilidade e possuem alto índice glicêmico. Para ter sucesso na perda de peso, esses alimentos devem passar longe do prato:

  • Açúcar e adoçantes: doces, de um modo geral, devem ser eliminados do cardápio, como bolos e refrigerantes.
  • Pães e massas em geral: feitos com farinha de trigo, são ricos em carboidrato.
  • Grãos: arroz, milho e outros cereais.
  • Leguminosas e tubérculos: lentilha, soja, feijão, cenoura, beterraba, batata, entre outros.
  • Alimentos industrializados: gorduras trans são comuns nesse tipo de produto e o organismo não é capaz de processá-las.
  • Frutas: possuem açúcares naturais na composição.
  • Álcool: as bebidas alcoólicas apresentam um teor alto de carboidratos e devem ser evitadas.

Estes são apenas alguns dos alimentos vetados pelo cardápio cetogênico, que engloba muitos outros itens. Mais uma razão para se consultar com um profissional da área de nutrição e tirar todas as dúvidas antes de dar os primeiros passos em direção à perda de peso.

A dieta cetogênica é saudável?

Entre nutricionistas e médicos nutrólogos, a dieta cetogênica divide opiniões. Uma porcentagem acredita não ser a melhor alternativa para quem realmente deseja perder peso com saúde, isso porque a proporção de carboidratos, proteínas e lipídios estipulada vai na contramão das indicações feitas pela Organização Mundial da Saúde.

Segundo a OMS, o ideal é que as refeições diárias ofereçam de 55 a 75% de carboidratos, 10 a 15% de proteínas e 15 a 30% de gorduras, enquanto o cardápio cetogênico sugere quase sempre o consumo de 10 a 15% de carboidratos, 30% de proteínas e 50% de gorduras, podendo variar. Alguns estudos, no entanto, apontam que a saúde se beneficia sim desse tipo de dieta.

Benefícios da dieta cetogênica

Além de estimular a queima de gordura e a perda dos quilos extras, a dieta auxilia na prevenção e no tratamento de diversas doenças, como por exemplo:

  • Epilepsia
  • Diabetes
  • Câncer
  • Doença de Alzheimer
  • Doença de Parkinson
  • Síndrome do ovário policístico, entre outras.

Dieta cetogênica e possíveis efeitos colaterais

Como acontece em toda mudança de hábito, o corpo necessita de um tempo para se adaptar à ausência do carboidrato e é comum a manifestação de determinadas reações:

  • Enjoos e náuseas
  • Sensação de fraqueza e cansaço
  • Dificuldade para se concentrar ou dormir
  • Desequilíbrio do aparelho digestivo
  • Queda no desempenho de atividades físicas, entre outros.

Os sintomas costumam desaparecer em poucos dias, mas é importante acompanhar as alterações junto a um profissional. Seguindo as orientações, a dieta cetogênica tem tudo para ser um sucesso.

Só para descontrair:

Nesse momento, meu marido está mexendo em um curso chamado Curso PHP do Zero ao Profissional e eu estou fazendo exercícios. Por isso eu emagreço e ele não. rsrs

© 2017: SwimBikeRunLive.Com |